“The older I grow, the more I distrust the familiar doctrine that age brings wisdom.” - H.L. Mencken

18
Dez 17

Entrei no Metro e reparei em três rapazes sentados juntos. Tinham o quê, uns 18 anos? Um deles, de costas para mim, tinha os pés em cima do banco em frente. Coloquei-me ao lado do banco e aguardei que tirasse os pés para me sentar. Havia muitos lugares vagos na carruagem mas eu entrei em modo kill e nem pensei duas vezes.
Olho para o dono dos pés.
O dono dos pés olha para mim.
Abre muito os olhos e retira os pés do banco.
Sentei-me.
Sorrio com a simpatia de um crocodilo.
"Há dias de azar, né?", digo-lhe.
"Não, não é azar. Posso ir para aqueles lugares e meter os pés em cima dos outros bancos...", responde ele, reconhecendo-me.
Continuei a olhá-lo.
"... Mas não o vou fazer. Já aprendi".
Mantive-me fixa nele com sorriso ligeiramente mais simpático.
Ao lado, os dois amigos tentavam não rir.
Sairam na paragem seguinte.
Parece que o Cabrão de Merda tem azar. E já aprendeu a lição.
Venha o próximo. Um de cada vez. Um de cada vez.

publicado por Sónia às 11:01

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO