“The older I grow, the more I distrust the familiar doctrine that age brings wisdom.” - H.L. Mencken

01
Out 15

Não, não temos que aturar ou ser complacente com o idiota chapado que se mostra ser totalmente abominável como pessoa. 

Não, não temos que aguentar quem nos chateia e causa impressão sem ser da boa.
Não, não temos que aceitar pessoas que pura e simplesmente não acrescentam nada de bom nas nossas vidas.
Não, não temos que ser compreensivos porque aquilo é feitio, não defeito. Há pessoas más e há más pessoas. São assim e mais nada. Não é um mau dia que estão a ter, não é um momento, não é uma fase. Não prestam e pronto. E não, não temos que andar permanentemente a inventar desculpas e razões para tentar ver o lado bom de quem comprovadamente não o possui.
Não, não temos que ouvir e calar quando algo não nos agrada para não levantar ondas e possivelmente ofender quem não se preocupa em o fazer connosco.
Não, ser-se assertivo não é o mesmo que ser-se agressivo e não, não temos que aturar quem não aceita tal diferença.
E se acham que o mais difícil de tudo é dizer não a estas coisas, experimentem dizer que sim.
Não temos necessidade do que não temos necessidade. Venha quem vier. Até mesmo nós.

publicado por Sónia às 15:02

Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO